Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

O mercado dos votos

"Voto não tem preço, tem conseqüências". Com essa frase, a Justiça Eleitoral iniciou uma campanha de conscientização da sociedade contra a compra de votos. Porque sabe-se que a transformação de votos em mercadoria é uma realidade preocupante, estimulada por políticos e por lideranças comunitárias. Muitas associações de bairro fazem o enriquecimento das suas lideranças através da cooptação de eleitores, por meio de uma organização profissional e uso dos chamados "ponteiros", que são aqueles que agenciam a compra de votos, aliciando o eleitor.A máfia da compra de votos vende o seu modus operandi e seus cadastros ao político que der mais. É um negócio escuso com mercado garantido. Vende-se o voto por quantidade certa: cem, quinhentos, mil... Tudo depende de quem vende e de quem compra. O preço sobe na conformidade da quantidade de votos vendidos...Outra forma de corrupção eleitoral, gravíssima, é aquela com envolvimento de agentes públicos da própria Justiça Eleitoral…

Dias de silêncio e breve retorno

Não tenho atualizado o blog como gostaria. Deve-se ao volume de trabalho e, agora, à semana de descanso que me concedi. Semana que vem retorno às atividades e, naturalmente, volto com uma série de comentários sobre temas relevantes da área eleitoral. O mesmo vale para a Comunidade dos Eleitoralistas, com os seus atuais 110 membros.

Uma observação. Como já disse noutro post, estou pronto a responder perguntas que me sejam feitas. Agora, tenho recebido verdadeiras consultas, desdobradas em várias perguntas sobre questões concretas. Os que desejarem um parecer jurídico, estou disponível a ofertá-lo, desde que: (a) a matéria seja conforme o meu entendimento, porque apenas emito parecer de acordo com as minhas convicções e não de acordo com a necessidade do consulente; e (b) haja prévio ajuste de honorários. O e-mail para contato é o de sempre: contato@adrianosoares.com.

Hasta la vista, baby!